Postado por

Como os casos da Covid-19 nos EUA e no mundo aumentam cada vez mais e o medo varre a população mundial, há um produto de consumo crítico para a nossa grande batalha para “achatar a curva” ou retardar a epidemia: Detergente.

Os vírus respiratórios – como o novo coronavírus, a gripe e o resfriado comum – podem se espalhar por nossas mãos. Se alguém estiver doente, uma mão pode tocar em algum muco e partículas virais grudam na mão.

Se alguém está bem, as mãos agem como armadilhas adesivas para o vírus. Podemos pegar gotículas que contêm o vírus e elas ficam em nossas mãos, e talvez entrem em nossos corpos se tocarmos nossas mãos em nossos rostos.

É por isso que nossas mãos são as linhas de frente na guerra contra o Covid-19. É recomendado lavar as mãos com água e detergente (Sabão) como a melhor maneira de limpar as mãos.

Detergente anula Corona Vírus

Mas se água e detergente (Sabão) não estiverem disponíveis, o uso de um desinfetante para as mãos com pelo menos 60% de álcool pode ajudar, como o álcool em gel.

A OMS prioriza o detergente. No entanto, de acordo com as notícias, as pessoas estão estocando e acumulando álcool em gel.

A situação do álcool em gel está ficando absurda: Pessoas aproveitando a situação estão vendendo o produto por preços estratosféricos.

O álcool em gel para as mãos que contém mais de 60% de álcool funciona contra o Covid-19 e é uma boa opção quando você não está perto de uma pia.

Está ficando mais difícil de encontrar álcool em gel do que uma agulha no palheiro.

Isso porque quando você lava as mãos com água e detergente (Sabão), não está apenas limpando os vírus das mãos, você está realmente aniquilando os vírus, tornando-os inofensivos.

O detergente (Sabão) “é quase como uma equipe de demolição que destrói um prédio e tira todos os tijolos”, dizem os especialistas americanos.

O detergente (Sabão) é um assassino tão eficaz do Covid-19 e é tão importante ensaboar as mãos por pelo menos 20 segundos.

O que é o detergente (Sabão)?

O detergente (Sabão) é uma frase comum para o que os químicos chamam de “anfifilos”. Estas são moléculas que têm uma natureza dupla.

Uma extremidade da molécula é atraída pela água e repelida por gorduras e proteínas. O outro lado da molécula é atraído pelas gorduras e repelido pela água.

É essa construção química de natureza dupla que torna o detergente (Sabão) tão eficaz. “Quando você compra um detergente convencional, ele consiste em uma mistura desses anfifílicos. E todos eles fazem a mesma coisa.

Pense no que acontece quando você derrama um pouco de azeite na água. O óleo se acumula em uma massa que flutua. Isso ocorre porque as gorduras não se misturam à água.

Mas misture um pouco de sabão no óleo e na água e o óleo se dispersará. Basicamente, isso acontece porque o detergente é atraído para a graxa, através do seu lado que adora gorduras, mas depois o rasga, puxando-o para a água pelo lado que adora a água.

Como o detergente destrói o vírus

O detergente cuida do vírus da mesma forma que cuida do óleo na água. É quase como um pé de cabra; começa a separar todas as coisas.

Um lado da molécula de detergente (aquele que é atraído pela gordura e repelido pela água) enterra seu caminho na casca de proteína e gordura do vírus.

Felizmente, as ligações químicas que mantêm o vírus unido não são muito fortes, portanto essa invasão é suficiente para quebrar a camada do vírus. Você separa o vírus, o torna solúvel na água e ele se desintegra.

Então os fragmentos inofensivos de vírus são liberados pelo ralo. E mesmo que o sabão do detergente não destrua todos os vírus, você ainda os livrará das mãos com água e sabão, bem como qualquer graxa ou sujeira a que se agarrem.

O detergente também lavará as bactérias e outros vírus que podem ser um pouco mais difíceis que o coronavírus e mais difíceis de se desintegrar.

O truque é que tudo isso leva um pouco de tempo para acontecer, e é por isso que você precisa de pelo menos 20 segundos para lavar as mãos.

Primeiro, sua pele está enrugada e leva tempo para o detergente penetrar em todas as pequenas dobras e demolir os vírus que espreitam por dentro.

Então o detergente precisa de alguns momentos para fazer seu trabalho químico. Você precisa de um pouco de tempo para que todo o sabão interaja com a partícula do vírus.

O álcool em gel, o principal ingrediente do desinfetante para as mãos, também pode destruir vírus. O álcool em gel “realmente funciona de maneira semelhante, as moléculas de álcool são um pouco anfifílicas.

O problema é que você precisa de uma concentração muito alta de álcool em gel para obter o mesmo efeito.

A OMS recomenda um álcool em gel com no mínimo 60% de álcool; portanto, tenha cuidado com desinfetantes ou toalhetes no mercado que não atendem a esse padrão (ou que não contêm álcool).

O álcool em gel para as mãos é útil, mas pode falhar em situações não ideais. Se suas mãos estiverem molhadas ou suadas ao usar o desinfetante, isso pode diluí-lo e diminuir sua eficácia.

Além disso, o desinfetante não limpa as mãos com graxa pegajosa, à qual os vírus também podem aderir.

O detergente realmente não falha facilmente. Realmente também não importa a formulação de sabão. Você não precisa de sabão antibacteriano.

E você não precisa de um detergente super áspero, como você colocaria na máquina de lavar louça ou na máquina de lavar.

Detergente simples funciona bem. Contanto que você dedique um pouco de tempo, ele fará o seu trabalho.

Tudo isso, pelo menos, nos deixa mais animado para lavar as mãos com mais frequência. Enquanto lavamos com água e sabão e conte até 20, vamos imaginar uma batalha sendo travada em escala nanométrica nas dobras minúsculas da nossa pele.

O detergente está sendo carregado, aderindo a vírus (assim como sujeira e outras graxas) e destruindo-os de maneira brutal e heróica.

É quase como os Vingadores, mas melhor. Porque é real. E isso pode ajudar a impedir a propagação do Covid-19.